Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » A Crença do Muçulmano » A Torá, o Evangelho e Zabur
Tamanho da Fonte
A Torá, o Evangelho e Zabur

https://quran-for-all.com/blog/wp-content/uploads/2019/12/Book-of-Allah.jpg

 

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“O Mensageiro crê no que foi descido para ele de seu Senhor, e, assim também os crentes. Todos crêem em Allah e em Seus anjos e em Seus Livros e em Seus Mensageiros. E dizem: "Não fazemos distinção entre nenhum de Seus Mensageiros.” [Al-Baqarah 2:285].

Al-Bukhari (50) e Muslim (9) narraram que Abu Hurairah disse: Um dia o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) apareceu diante do povo e Jibril veio até ele e disse: Ó Mensageiro de Allah, o que é a fé? Ele respondeu: “Crer em Allah, em Seus anjos, em Seus Livros, no encontro com Ele, em Seus Mensageiros, e crer na ressurreição (da vida) futura.”

O Alcorão, a Torá, o Evangelho e o Zabur estão todos entre os Livros de Allah que Ele enviou aos Seus Mensageiros (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre eles), e é obrigatório acreditar neles. Quem não acredita em qualquer um deles descreu em Allah.

Em segundo lugar:

Nada das palavras de Allah é criado. Ele, glorificado seja, revelou a Torá, o Evangelho, o Alcorão e o Zabur em um sentido real. Da mesma forma, nem uma única letra do Alcorão foi criada. São todas as palavras de Allah no sentido real. O mesmo se aplica à Torá, ao Evangelho e ao Zabur. Não diferenciamos os Mensageiros de Allah e não diferenciamos os Livros revelados; todas elas são as palavras de Allah.

Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Então, aspirais a que eles creiam em vós, enquanto com efeito, um grupo deles ouvia as palavras de Allah, em seguida, após havê-las entendido, distorciam-nas enquanto sabiam?” [Al-Baqarah 2:75].

O que eles costumavam distorcer era a Torá, mas aqui Allah, exaltado seja, a chama de “Palavra de Allah”.

Muslim (2652) narrou que Abu Hurairah disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Adam e Mussa debateram. Mussa disse: Ó Adam, tu és nosso pai, mas causou nossa destruição e nos expulsou do Paraíso. Adam disse a ele: Tu és Mussa, Allah te escolheu para falar e escreveu (a Torá) para ti com Suas próprias mãos. Tu estás me culpando por algo que Allah decretou para mim quarenta anos antes de me criar?” O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Adam levou a melhor sobre Mussa, Adam levou a melhor sobre Mussa.”

Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse: A visão das primeiras gerações e dos principais estudiosos da ummah, dos Sahaabah e daqueles que os seguiram na verdade, e de todos os principais estudiosos dentre os muçulmanos, como os quatro imams e outros, é daquilo indicado pelo Alcorão e pela Sunnah – que é o que está de acordo com a clara evidência racional: que o Alcorão é a palavra de Allah que foi revelada e não criada; vem d’Ele e retornará para Ele. Ele é Aquele que revelou o Alcorão, a Torá e o Evangelho, e outras palavras; estes não foram criados e separados d’Ele. Allah, glorificado seja, fala por Sua vontade e poder, e Sua palavra está dentro de Sua Essência, e não é uma criação separada d’Ele… As palavras de Allah não têm fim, como Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado): Dize: "Se o mar fosse tinta para registrar as palavras de meu Senhor, em verdade, o mar exaurir-se-ia antes de se exaurirem as palavras de meu Senhor, ainda que fizéssemos chegar outro igual, em auxílio.” [al-Kahf 18:109]. Allah, glorificado seja, revelou o Alcorão em árabe e a Torá em hebraico.…

Quem considera Suas palavras como criadas deve dizer: Aquilo que foi criado é Aquele que falou a Mussa: “Por certo, eu sou Allah; não existe deus além de Mim; então, adora-Me e cumpre a oração em lembrança de Mim” [Ta-Ha 20:14]. Isto é impossível; estas não podem ser outra coisa senão as palavras do Senhor dos Mundos. Como Allah revelou o Alcorão, a Torá e outras Escrituras, com seus significados e palavras que consistem em letras, nada disso foi criado; ao contrário, essas são as palavras do Senhor dos Mundos. Fim da citação.

Majmu’ al-Fatawa (37/12-41). Veja também: Majmu’ al-Fatawa (12/355-356)

Shaikh Mustafa ar-Ruhaibaani (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

Jurando pelas palavras de Allah, exaltado seja, ou o Alcorão, ou uma surah ou um versículo deste, é um juramento (válido), porque é um de Seus atributos. Portanto, quem jura por ele ou por qualquer parte dele fez um juramento por um dos atributos de Allah, exaltado seja.

O mesmo se aplica ao juramento pela Torá ou qualquer outro Livro de Allah, exaltado seja, como o Evangelho e o Zabur. Este é um juramento para o qual é necessária expiação (se for quebrado), porque um juramento feito pela Torá ou pelo Evangelho em termos gerais é um juramento por aquilo que foi enviado por Allah, exaltado seja, e não por aquilo que foi mudado ou alterado, e a sua sacralidade não é renunciada pelo fato de ter sido revogada pelas regras do Alcorão, como é semelhante ao caso de alguns versículos do Alcorão cujas regras foram revogadas. Isso não altera o fato de que são as palavras de Allah, exaltado seja, e como são Suas palavras, é um de Seus atributos, assim como o Alcorão." (Mataalib Uli an-Nuha 6/361)

Shaikh Ibn Jibrin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

É bem sabido que Allah enviou Livros aos Profetas. Ele enviou a Torá para Mussa, Ele enviou o Evangelho para 'Issa, Ele enviou o Zabur para Dawud, e Ele enviou as Escrituras (Suhuf) para Ibrahim, como Ele disse (interpretação do significado): “As Escrituras de Ibrahim (Abraão) e Mussa (Moisés)” [Al-A'la 87:19]. Sem dúvida, tudo isso é a palavra que Allah falou, e essas palavras incluem Suas leis, Seus mandamentos e proibições." (Fatawa ash-Shaikh Ibn Jibrin 63/117)

Para mais informaçõe consulte:  145665 .

E Allah sabe mais.

 

https://islamqa.info/pt/answers/197537/a-tora-o-evangelho-e-zabur-sao-verdadeiramente-as-palavras-de-allah

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2023, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

5,510,311 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2023 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3