Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » O Alcorão Sagrado » Capítulo 34, Sabá
Tamanho da Fonte
Capítulo 34, Sabá

 

Descrição: Deus tem ciência de tudo, inclusive das mentiras que os incrédulos dizem sobre profeta Muhammad.  Gratidão é recompensada e os descrentes são avisados de que sua teimosia resultará em punição severa.

 

Por Aisha Stacey (© 2019 IslamReligion.com)

 

Introdução

O capítulo de cinquenta e quatro versículos, Sabá, foi revelado em Meca.  Todos os capítulos revelados em Meca tendem a concentrar-se nos fundamentos da fé e dedicar atenção especial à crença no Dia do Juízo e na Outra Vida.  O título Sabá vem dos versículos quinze a vinte e um nos quais a comunidade de Sabá é punida por sua ingratidão.  O capítulo também lida com as alegações absurdas de loucura dirigidas ao Profeta Muhammad, que a misericórdia e as bênçãos de Deus estejam sobre ele.

Versículos 1 – 9 Deus é Onisciente

Todos os louvores pertencem a Deus.  Ele é o Dono de tudo que está nos céus e na terra.  Mesmo na Outra Vida todos os louvores pertencem a Ele.  No entanto, os incrédulos dizem que o Dia do Juízo nunca chegará para eles.  Estão errados.  Nem mesmo uma partícula de pó escapa ao conhecimento de Deus e tudo está registrado em um livro.  A Hora está estabelecida de modo que aqueles que creem e que praticam o bem sejam generosamente recompensados e os incrédulos e aqueles que trabalham para minar a advertência do Profeta sejam severamente punidos.

Aqueles com conhecimento podem ver que o Profeta Muhammad diz a verdade, mas alguns zombam dele e o ameaçam.   Eles o chamam de mentiroso e dizem que é louco, porque ele adverte sobre uma ressurreição após a morte.  Ele não é louco, e aqueles que dizem isso sofrerão um tormento.  Deus poderia fazer a terra engoli-los ou deixar fragmentos do céu cair sobre eles.  Nisso há um sinal para cada pessoa que se volta para Deus em arrependimento.

Versículos 10-14 Davi e Salomão são gratos

David foi coberto com as bênçãos de Deus.  Ele cantou louvores a Deus com as montanhas e os pássaros.  Deus fez o ferro maleável para Davi e ordenou-lhe fazer malha e armadura metálicas com ele.  Deus vê tudo.  Deus favoreceu Salomão com controle sobre o vento e uma fonte de bronze fundido.  Muitos dos gênios trabalhavam para Salomão fazendo palácios, estátuas, fontes de água e outras coisas surpreendentes.   Se eles desobedecessem, Deus os punia severamente.  Deus disse a família de Davi para trabalhar com gratidão destacando que a maioria das pessoas é ingrata.   Quando Salomão morreu os gênios não sabiam que ele estava morto, até que uma pequena criatura comeu seu cajado e o fez cair.  Se soubessem que Salomão estava morto não teriam continuado a trabalhar.

Versículos 15- 21 O povo de Sabá é ingrato

O povo de Sabá tinha dois jardins maravilhosos, um à direita e outro à esquerda.  Deus lhes disse para comerem do que Ele providenciou, serem gratos e darem graças.  Eles se recusaram e deram as costas.  Deus castigou-os, fazendo com que a barragem rompesse, inundando-os completamente.  Devido à sua falta de gratidão, Deus substituiu seus dois belos jardins com frutos amargos e árvores espinhosas esparsas.  Deus retribui aqueles que são ingratos.  Deus permitiu que o povo de Sabá viajasse facilmente entre as cidades que havia abençoado.  Podiam viajar com segurança dia e noite, mas eram insolentes e reclamavam sobre a facilidade.  Eles foram recompensados por sua ingratidão deixando de existir como nação, sendo espalhados por toda a terra e tornando-se meras lendas para as pessoas falarem a respeito.  Nisto há sinais para aqueles que são pacientes e gratos.  Satanás não pode forçar as pessoas à desobediência, mas Deus deu-lhe o poder de sussurrar e seduzir a humanidade para que isso sirva como um teste para distinguir aqueles que são sinceros e creem na outra vida daqueles que entretêm dúvidas sobre sua vinda.

Versículos 22 - 30 Deus Único, sem parceiros!

Se invocarem outras divindades constatarão que não têm controle sobre nada, nem mesmo sobre uma partícula de poeira.  Elas não são de ajuda a Deus e não possuem capacidade de interceder.  No Dia do Julgamento a intercessão só funcionará quando Deus der a Sua permissão.  Deus fala a verdade e é Aquele que dá o sustento.  Deus não tem parceiros e julgará com justiça.  O Profeta Muhammad foi enviado para trazer boas notícias e um aviso, mas a maioria das pessoas opta por não entender.  Perguntam quando ocorrerá o Dia do Juízo.  O conhecimento de quando ocorrerá pertence apenas a Deus e ninguém tem autoridade para mudá-lo.

Versículos 31-39 Um admoestador para cada comunidade

Os incrédulos dizem que não acreditarão no Alcorão ou nas escrituras anteriormente reveladas.  Se ao menos o Profeta Muhammad pudesse ver como os descrentes agirão quando estiverem diante de Deus.  Eles repreenderão e acusarão uns aos outros, mas todos cairão em silêncio com pesar quando colares de ferro forem fixados em torno de seus pescoços.  Eles serão recompensados pelo que fizeram.  

Cada comunidade recebeu um admoestador.  As pessoas ricas, em geral, se recusaram a acreditar que seriam punidas.  Mas grande riqueza ou muitos filhos não aproximam uma pessoa de Deus; é a virtude.  Aqueles que são virtuosos terão uma dupla recompensa e estarão na parte superior e segura do Paraíso. 

Versículos 40-54 Profeta Muhammad diz a verdade

No Dia do Juízo, Deus perguntará aos anjos se as pessoas os adoraram.  Eles veementemente responderão que não, que elas adoravam os gênios.  Em seguida, os descrentes irão saborear o fogo no qual se recusaram a acreditar. Quando as mensagens de Deus são recitadas para eles afastam-se e chamam o Alcorão de uma mentira, e quando a verdade vem a eles, chamam de feitiçaria.  Povos antigos negaram as mensagens de Deus e Sua reprovação foi terrível. 

Profeta Muhammad não é louco nem mentiroso, ele só adverte sobre um grande sofrimento que está por vir.  Muhammad não pede recompensa alguma; sua recompensa vem somente de Deus.  Deus envia a verdade e tem conhecimento do invisível.  A verdade veio e a falsidade passou e desapareceu.  Se pudessem vislumbrar a Outra Vida veriam como algumas pessoas estão aterrorizadas e não há escapatória para elas.  Dirão que acreditam que agora, mas será tarde demais.  Tiveram muitas oportunidades que agora se foram para sempre.  Não serão capazes de voltar e acumular boas ações.  Estavam em completa negação, (agora estão em desespero).

 

https://www.islamreligion.com/pt/articles/11293/capitulo-34-saba/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2019, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

3,445,333 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2019 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3